Enobacana

Vinícola Undurraga, uma das mais tradicionais do Chile

Vinícola Undurraga, uma das mais tradicionais do Chile

 

Não sei se contei a vocês aqui, mas estou fazendo um curso para me formar sommelier. Comecei há alguns meses e já estou completamente apaixonada pelo tema e sempre querendo saber mais e mais sobre vinhos. Quem me acompanha aqui, sabe que fiz algumas parcerias e muitos textos sobre o tema (vocês podem encontrar na coluna aqui do site chamada Enobacana), portanto falar e escrever sobre vinhos é algo que faz parte da minha rotina. E adoro ter a oportunidade de visitar vinícolas enquanto estou viajando. É claro que fiz isso lá no Chile (senão, minha viagem não teria sido completa). Como o tempo estava curto, acabei optando por uma das mais tradicionais e mais lindas vinícolas do país. Viña Undurraga.

Começando pela história da vinícola Undurraga, preciso dizer que é sim uma das mais antigas  do país (lembrando que estamos falando de Novo Mundo aqui), com o início de sua história no ano de 1870, onde foram trazidas plantas da França e da Alemanha, para serem plantadas no Chile. Onde as uvas escolhidas foram o Pinot Noir e o Cabernet Sauvignon da França, e as brancas Riesling e Gewürztraminer da Alemanha. Eles não são nada bobos, trouxeram somente uvas maravilhosas para fazer vinhos (desde que cultivadas no terroir e clima certo, para explorar o potencial máximo de cada uva). No começo dos anos 1900 eles já estavam exportando vinhos para quase todos os estados dos Estados Unidos. Em 1910 eles ganham seu primeiro prêmio internacional. Em 1960 eles já produziam 400 mil caixas de vinho e exportavam para mais de 60 países.

Hoje em dia, são milhões de litros de vinho, branco e tinto, produzidos anualmente pela Vinícola Undurraga. Eles possuem vários tipos de vinhos, com diferentes qualidades. Desde uma linha de entrada (que são os vinhos mais baratos), até os vinhos mais caros, produzidos com o melhor mosto (suco da uva) que a uva pode dar. Visitar essa vinícola é um espetáculo à parte, pois estamos falando de uma das vinícolas mais lindas do Chile. Então, se prepare para tirar muitas fotos lindas quando estiver por lá. Tenho certeza que irão se apaixonar.

Fiz a visita com o pessoal da Conexion Chile (siiiiim, eles de novo porque fazem o melhor de Santiago com muito carinho para seus clientes) e foi maravilhoso. Quem fez o tour com a gente, foi o enólogo Germán, que tem muitos anos (e muita litragem) de Undurraga. Ele sabe tudo sobre a vinícola e sobre os vinhos, além de um senhor super simpático e muito divertido. Ele deixou a visita ainda melhor.

Ele nos guiou pelas plantações de videiras, nos mostrou cada tipo que está plantado lá, nos contou como funciona o processo de produção dos vinhos, as etapas, locais de fermentações, etc. Tudo bem resumido, mas bem explicativo. Ele também nos contou que para diferenciar uma uva da outra existem diversas técnicas. Mas, geralmente, o pessoal vai na técnica de analisar as folhas. Elas são todas diferentes. Se isso não for possível, aí vemos coloração, maturação, sabor, etc. Esse mundo dos vinhos é realmente fascinante. E encontrar uma pessoa tão apaixonada por vinhos, disposta a compartilhar esse conhecimento todo com pessoas que ele nem conhece, é demais. Ao final, degustamos 6 vinhos da Undurraga.

Existem vinhos da Undurraga aqui no Brasil, então se você ficou curioso para conhecer, é só procurar pela importadora Wine (dei uma pesquisada para saber quem faz a importação e achei muitos vinhos no site deles que é o www.wine.com.br) e lá você vai encontrar todos os vinhos da Undurraga que veem ao Brasil na importação. Vale a pena experimentar! Minha dica fica para que provem o Sauvignon Blanc da linha TH (Terroir Hunter) que foi o meu favorito na degustação lá na vinícola. E não falo isso porque essa é minha uva branca favorita (hahahaha). Vocês precisam conhecer a Undurraga!

Viña Undurraga

Caminho a Melipilla. Km 34. Talagante. Chile.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*