América

Tudo (ou quase) sobre Bariloche

Tudo (ou quase) sobre Bariloche

 

A temporada de inverno começou e Bariloche é um dos destinos favoritos para quem gosta de praticar esportes na neve ou simplesmente, curtir o frio em um dos lugares mais lindos do mundo. A melhor parte é que esse paraíso na Terra fica pertinho de nós, brasileiros. E existem algumas cias aéreas que fazem voos diretos para lá na alta temporada.

San Carlos de Bariloche é uma simpática cidade que fica na província de Río Negro, na Argentina. Bem coladinha à Cordilheira dos Andes, a cidade tem diversos lagos maravilhosos com água potável, montanhas perfeitas com neve eterna em seu topo e vegetação intocável. Bariloche é daqueles lugares que mudam completamente conforme a estação do ano. No inverno, a cidade tem neve por todos os lados e o frio é cortante. A sensação térmica é menor que sua temperatura, devido à umidade que vem dos lagos e das vegetações. No verão, tudo tem cor, o sol brilha quase todos os dias e até é possível arriscar um mergulho nos lagos. Parece outra cidade. Ambas estações do ano, são lindas de se ver.

É uma cidade pequena com várias outras menores ainda por volta (como Villa La Angostura, há uns 80km de lá e Villa Traful que, para chegar até lá, é preciso passar por uma estrada de terra bem perigosa), então não tem muito segredo para descobrir Bariloche. É bacana ter um carro em sua viagem, para que você tenha mais autonomia para conhecer o que quiser. Até porque, depender do transporte público por lá, não é das melhores ideias. Pode demorar algumas dezenas de minutos até chegar um ônibus para seu destino (isso se chegar). Mas cuidado ao alugar um carro durante o inverno. As ruas ficam escorregadias e acidentes são bem comuns por lá, devido a inexperiência com neve dos turistas que alugam os carros.

Para se hospedar por lá, existem diversas opções. Para aproveitar melhor sua viagem, fique em algum hotel perto do centro. Dê preferência aos que têm vista para o lago Nahuel Huapi, que ficam na Av. Bustillo. A faixa de preços varia bem, é preciso pesquisar. Para os primeiro dias, é o ideal. Mas, se for ficar mais alguns dias e quiser curtir uma outra parte da cidade, recomendo se hospedar pelo menos dois dias, no melhor e mais conhecido hotel e resort de Bariloche, o Llao Llao. Se hospedar no Llao Llao é uma experiência única que recomendo para toda e qualquer pessoa que viaja para lá. Vale cada centavo. Não deixe de fazer Stand-up no lago em um dia de sol, que é uma das atividades do resort. A vista é incrível.

Para comer, é preciso experimentar as diversas opções. Não posso deixar de citar alguns que gostei muito, como a Cerveceria Blest. É a melhor cerveja artesanal da cidade (eles usam a água pura do degelo das montanhas para fazer a cerveja) e a comida deles é muito boa. Não deixe de escrever algum recadinho no porta copos e grudar na parede do bar. Se quiser comer um fondue bom para curtir melhor o clima frio e alpino da cidade, recomendo o restaurante La Marmite, que fica no centro da cidade. Peça o fondue e um bom vinho para aproveitar esse restaurante de toalhas vermelhas na mesa. Para comidas rápidas e baratas, mas confesso que foram algumas das melhores empanadas que comi na Argentina toda (isso mesmo, incluindo as de Buenos Aires), recomendo o pequeno restaurante La Andina. E não deixe de comer, em algum momento, a famosa truta. Elas são criadas nos lagos, super frescas e eles realmente sabem como preparar o peixe.

Se gosta de aventuras e esportes radicais, está no lugar certo. No verão, recomendo que você faça uma trilha de aproximadamente 4h, saindo do pé do Cerro Catedral, em direção ao Cerro Frey, que fica a quase 2mil metros de altitude. Se quiser acampar, você verá um dos céus mais lindos do mundo durante a madrugada. É algo inesquecível. No inverno, saindo do mesmo Cerro Catedral, você pode subir de teleférico até as estações de ski e se divertir.

Não deixe de visitar o Cerro Campanário, onde se tem uma vista incrível de 360o da cidade toda e é imperdível. Se for até a Villa la Angostura, não deixe de visitar o hotel Correntoso, mesmo que seja apenas para almoçar no restaurante, com vista para o lindo lago Correntoso.

Saindo do Porto San Carlos (que fica ao lado do Llao Llao), com 30 minutos de navegação no lago Nahuel Huapi, você chega no Porto Anchorena, na Isla Victoria. Um passeio que fica muito mais perfeito no verão, em um lindo dia de sol.

No inverno, as estações de ski principais da cidade ficam no Cerro Catedral. Quem vai para lá, somente para isso, merece se hospedar em alguma dos hotéis ou casas que ficam ali. Com isso, você poderá ir caminhando para os teleféricos que levarão até as estações. Existem diversos tipos de pistas, incluindo para iniciantes. Vale a pena experimentar o esporte e sentir essa adrenalina.

Na minha opinião, Bariloche é um dos lugares mais lindos e legais do mundo. Sabe por quê? As paisagens são maravilhosas em qualquer época do ano (mas eu ainda prefiro as de primavera/verão), é um lugar seguro, organizado e acolhedor, daqueles que não dá vontade de ir embora. E não existe nada de origem animal que vá te fazer algum mal. Isso que achei incrível. Se quiser acampar, nenhum puma, cobra ou urso vai te atacar. Se quiser nadar nos lagos, no máximo verá trutas ou outros peixes, nada de cobras gigantes ou crocodilos para te matar. É uma tranquilidade absurda.

Bariloche é bem acessível para nós brasileiros. Seja a época que for, acredito que é uma cidade que merece ser conhecida e muito bem aproveitada.

Chocólatras de plantão!

Se você está nesse grupo, como eu (com orgulho), vai amar experimentar todos os chocolates de todas as lojas de fábrica que existem em Bariloche. Del Turista, Mamuschka, Abuela Goye, Havana, Fenoglio, Rapa Nui, e tantas outras. Prove todos e elija o seu favorito. O meu? O chocolate com recheio de morango da loja Del Turista!

Ahumadero Weiss

Os melhores produtos defumados de toda a Argentina saem daqui. É uma clássico e tradicionalíssimo. Eles possuem um restaurante maravilhoso em Bariloche, na Av Bustillo, onde o carro-chefe é a truta. Mas são os alimentos defumados que chamam a atenção. Tem desde carne vermelhas até carne de javali e de cervo. Como são produtos artesanais, a qualidade vai lá pra cima. Eles fornecem para grandes hotéis e restaurantes de todo o país. Para quem gosta, é parada obrigatória.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*