Night Life

The Harrison, o bar mais bacana de Buenos Aires

Na verdade, falo que é o bar mais bacana de Buenos Aires, para não dizer do mundo. Até porque, faltam milhões bares para conhecer. Mas, de todos que eu já conheci (e não foram poucos) o The Harrison (ou também conhecido como Nicky Harrison) é de longe o mais legal, diferente e interessante.

 

 

 

Bom, para começar, você tem três caminhos para poder ter a chance de entrar nesse bar. Um deles é ser um sortudo e ter a carteirinha que te permite a entrada. Com essa carteirinha, você pode levar alguns amigos com você. Segundo caminho é conseguir uma reserva para jantar no restaurante e pedir gentilmente para conhecer o bar (que fica escondido atrás do restaurante) e rezar para que seu pedido seja atendido. Terceiro caminho e mais fácil de dar errado, é dar uma de louca, ir até a porta do bar e pedir (quase suplicar) para entrar.

Se você tiver a sorte de conseguir entrar por alguns desses caminhos, vai ter uma experiência inesquecível. Sem ser exagerada, o bar é incrível.

A história da criação do bar é toda inspirada nos anos 20, na época que a Lei Seca imperou nos Estados Unidos e onde muitas pessoas produziam escondidos suas bebidas. Existiam muitos bares secretos para driblar a tal lei e existem muitas histórias a respeito, todas muito peculiares.

Pensando nisso, o bar The Harrison está escondido. Sim, ele é um bar secreto.

 

Entram apenas poucas pessoas por vez, pois a “passagem secreta” é pequena. Primeiro nos reunem em sua bodega (que diga-se de passagem é muito boa, cheia dos melhores rótulos argentinos e de outras partes do mundo) para uma explicação básica sobre o que vamos encontrar em instantes. Nos avisam que é proibido tirar fotos lá dentro, o que um pecado. Aí abre-se outra porta (com uma daquelas travas gigantes que rodam) e finalmente entramos no bar.

É como se estivessemos entrando em um túnel do tempo. Primeiro a luz baixa, a decoração rústica (porém aconchegante e linda) e depois, nossos ouvidos reconhecem as músicas, jazz e blues dos anos 20. Tudo muito perfeito! Aí você olha para os bartenders. Todos lindinhos (com cara de meninos dos anos 20) com cabelo, roupa e aparência toda inspirada na mesma época. É nesse bar que um dos melhores bartenders da Argentina trabalha, o Sebastian Garcia (logo mais um artigo especial com uma entrevista do rapaz). A dica boa aqui, é chegar cedo e pegar um lugar na barra (que o nosso balcão). Sabe por quê? Porque os meninos do bar adoram fazer brindes com os clientes e é tudo free.

Os drinks! Bom, aí entramos em um tema que posso falar e falar, por muito tempo. Primeiro, você escolhe algum da carta ou pede para os meninos fazerem algum especial para você, com sua bebida favorita. É bem mais divertida a segunda opção. Mas escolhendo qualquer uma das duas, você não vai se arrepender.

Os copos dos drinks são todos antigos, cheios de detalhes lindos, formas diferentes e tudo mais. O sabor das misturas é incrivelmente delicioso, perfeitamente harmonizados e saborosos. E a apresentação? Bom, flores (algumas comestíveis), ervas, temperos, etc. Eles deixam tudo perfeito e te fazer pensar “mas que merda que não posso tirar uma foto desse drink”. Infelizmente, você vai precisar guardar na memória a apresentação de tudo. Os meninos do bar são impecáveis.

Bom, resumindo tudo, o que tenho para dizer é: tente visitar o bar The Harrison. Vai valer muita a pena. Acredite em mim! O bar vai ficar guardado em suas lembranças durante muito tempo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*