Brasil

Roteiro Turístico obrigatório por São Paulo

Roteiro Turístico obrigatório por São Paulo

 

São Paulo. A maior cidade da América Latina, também o principal centro financeiro e corporativo, a mais populosa do continente americano. São Paulo é um gigante a ser descoberto, cheia de pequenos detalhes que mesmo as pessoas que moram nela, não conhecem.

 

É uma cidade cheia de carros, com 12 milhões de habitantes em uma área de quase 1.600km2. Localizada no estado de São Paulo, na região sudeste do Brasil, a cidade de São Paulo pode fazer você amá-la ou odiá-la em uma fração de segundos. As pessoas em sua maioria não falam um segundo idioma, mas são gentis e atenciosas para lhe ajudar. Para andar por aqui, você conta com algumas linhas metroviárias, ferroviárias e rodoviárias. Consegue-se ir em todos os locais, mas talvez com um pouco de dificuldade, por conta do trânsito e da quantidade disponível de metrôs, ônibus, trens.

O aniversário de São Paulo é comemorado no dia 25 de Janeiro. Dia em que foi realizada uma missa no ano de 1554 por religiosos que chamavam a cidade de Piratininga. Os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega, buscavam um lugar seguro e tranquilo para catequisar os índios e acharam a região perfeita, com terra boa e água fresca.

Existem alguns lugares que são obrigatórios nos roteiros turísticos da cidade. O Mercado Municipal de São Paulo é famoso por conta de seu sanduíche de mortadela, que faz os turistas enlouquecerem. Mas ele também oferece outras opções de comida brasileira, variedade enorme de vegetais que farão qualquer pessoa ficar na dúvida com relação à sua compra.

A região central de São Paulo, é rica em pontos turísticos. Você pode caminhar por lá e visitar diversos locais como o Teatro Municipal de São Paulo, a Praça da Sé (lá você encontrará, além do Marco Zero da cidade, a bela e gótica Catedral da Sé), o Viaduto do Chá, a Pinacoteca do Estado, Estação da Luz, Sala São Paulo, entre outros. Para compras, nada melhor do que dar uma passada na Rua 25 de Março e na Rua Santa Efigênia.

Outra obrigatoriedade é caminhar pela Avenida Paulista (que é o maior centro financeiro da cidade, consequentemente do país), visitar o MASP e outros museus que estão ao redor da avenida. O bairro do Jardins é rica em restaurantes, bares, pubs e teatros. O restaurante DOM (considerado o melhor restaurante de comida brasileira do Brasil) fica nesta região. Não esquecer de visitar o centro do requinte consumista na Rua Oscar Freire, que possui lojas das melhores marcas e grifes do mundo todo.

O bairro boêmio da Vila Madalena vale uma visita nos finais de semana ou para um Happy Hour depois do trabalho. O bairro borbulha de pessoas em todas as épocas do ano. Conta com uma vasta lista de bares e casas de shows. O Bar Samba é ótimo para comer uma feijoada no sábado e dançar ao som de uma apresentação de Samba de Raiz. Não deixe de tirar algumas fotos no famoso (e lindo) Beco do Batman.

Os grandes parques da cidade são perfeitos para caminhar, praticar esportes ao ar livre e respirar um pouco de ar sem poluição. O Parque Ibirapuera é o mais conhecido por conta de da Bienal Internacional que é realizada lá, e também pelo Museu de Arte Moderna. Mas não deixe de visitar o Parque Villa Lobos (que é o meu favorito) e também o Parque da Cantareira, que fica mais afastado, mas é cheio de trilhas e muita natureza para explorarmos. Ao lado dele, temos o Horto Florestal que também vale a visita.

Os Estádios do Morumbi e do Pacaembu são visitas obrigatórias para quem gosta de futebol e o ideal, seria assistir à alguma partida entre os times do estado. O Autódromo de Interlagos recebe o campeonato da Fórmula 1 todos os anos e vale a visita para conhecer as instalações e saber a história do local.

Posso passar tantas tarefas para um turista em São Paulo. Como jantar no Terraço Itália, escutar os cantos gregorianos no Mosteiro de São Bento, visitar a feira da Praça Benedito Calixto, etc. Mas vou dar algumas dicas que poucos turistas sabem. A vista do Bar Skye, no Hotel Unique é tão linda quanto a do Terraço Itália. O Ceagesp é tão bacana quanto o Mercado Municipal e lá, no inverno, você pode curtir o Festival de Sopas. O Parque Villa Lobos não tem museu, mas tem muitas árvores com sombras deliciosas e muitas áreas para pic-nic. O restaurante Dalva e Dito, também é do chef Alex Atalla e na minha opinião, mais confortável, familiar e saboroso que o DOM.

São Paulo é uma cidade muito rica em cultura e diversidade, porém é pouco explorada pelos seus habitantes e turistas. Poderia listar mais uma infinidade de locais e explicar o motivo da visita. Mas o importante é não deixar de saborear essa gama de opções que a cidade oferece.

Em São Paulo você pode arrumar algo para fazer durante 24 horas, 7 dias por semana. Pode-se dizer isso de pouquíssimas cidades ao redor do mundo. Cada pedacinho da cidade tem sua história e sua peculiaridade. São Paulo é uma cidade extremamente eclética e versátil, que conquista pelas facilidades, mas irrita pelas dificuldades. No final das contas, todos nós vivemos um caso de amor e ódio por essa cidade que, mesmo abarrotada de tudo, acolhe com braços abertos todos nós.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*