Cultura

Pinacoteca do Estado de São Paulo

São Paulo é uma cidade maravilhosa. Eu realmente amo morar aqui, amo ter nascido aqui e amo muitos cantinhos dessa cidade gigantesca que às vezes parece que vai nos engolir, mastigar e devolver pro asfalto. Acho que todos nós temos um caso de amor e ódio com São Paulo. Claro que temos problemas, alguns deles bem graves como a questão da falta de segurança, mas mesmo assim, difícil passar um dia sem amar algo aqui.

Entre uma e outra surpresa agradável que tenho sempre aqui em São Paulo, tive o prazer de visitar um lugar que nunca tinha ido, a Pinacoteca. Uma vergonha da minha parte nunca ter ido lá, ainda mais eu, que amo o centro de SP. Fui, fiquei apaixonada pelo prédio logo antes de entrar. É todo cheio de tijolinhos à vista, dando aquele ar rústico lindo. Adorei.

A Pinacoteca é um museu que dá muita ênfase à arte brasileira, desde o século XIX até a contemporaneidade. Foi fundada no ano de 1905, sendo assim o museu mais antigo da nossa cidade. O acervo do museu foi sendo criado por doações e compras, hoje em dia conta com diversos nomes importantes, diversas telas importantes.

Lá existem obras de importantes artistas da história da nossa arte, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Candido Portinari, Lasar Segall (que nasceu na capital da Lituânia, Vilnius, mas era brasileiro também) e Alfredo Volpi (que nasceu em Lucca, na Itália, mas tinha nossa cidadania). Acredito que algumas das obras mais importantes do acervo permanente da Pinacoteca, são telas como O Mestiço (Portinari), Antropofagia (Tarsila) e Bananal (Segall). Mas claro, muitas outras telas estão lá, todas maravilhosas para esperando nossa visita.

Até o dia 31 de julho, estará exposta no Octógono do primeiro andar, a obra de arte de Nelson Leirner, “O Anjo Exterminador”. São centenas de pequenas peças, bibelôs e até brinquedos, formando um desenho geométrico no chão. São imagens de santos de todas as religiões, animais de brinquedo, etc. É intrigante e nos faz pensar no sentido que o artista quis dar à essa obra. Basicamente, retrata uma sociedade que não deixa romper limites ou que reproduz distinções entre grupos. Como se todos nós, fossemos um grupo gigante em busca de uma só razão. Bem bacana.

Nem preciso dizer que a Pinacoteca merece sua visita, não é?! É tudo tão lindo e organizado, que não deixa a deseja para nenhum museu de fora do país. A ideia de termos um museu assim aqui, me deixa feliz e acho que devemos nos orgulhar. Portanto, organize sua agenda para almoçar no Mercadão e depois passar a tarde apreciando belas obras de arte e aprendendo mais sobre cultura brasileira. Vale a pena!

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Largo General Osório, 66. Centro. São Paulo. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*