Dicas

Mais dicas sobre Paris!

Mais dicas sobre Paris!

 

É impossível escrever apenas um ou dois textos sobre Paris. É aquele tipo de cidade que em cada canto existe uma história, algum segredo ou até mesmo, uma descoberta. Portanto, como ainda existem tantas atrações maravilhosas por lá, decidi escrever um pouco mais sobre a minha cidade favorita em todo o mundo.

Existe uma rua ao lado do Museu do Louvre que retém diversas lojas e tipos de estabelecimentos. A Rue Rivoli (que tem esse nome por conta da primeira vitória de Napoleão, que foi em cima do exército austríaco na Batalha de Rivoli) possui lojas perfeitas para quem quer levar uma lembrança de Paris, com muitas bugigangas (chaveiros de torre, lenços parisienses, camisetas “I love Paris”, etc) e presentes baratos e simples para colocar na mala.

Entre tantas coisas bacanas que você vai encontrar nessa rua, quero destacar uma das maiores casas de chá de toda Paris. O Angelina fica no número 226 e ali você vai se perder nas opções de doces, bebidas e comidinhas. Recomendo o chocolate quente chamado “Africano”, que é encorpado e perfeito para os dias frios, considerado por muitos o melhor chocolate quente de toda a cidade. E não deixe de experimentar um doce clássico chamado “Mont Blanc” que é feito à base suspiros e creme de leite. Chegue cedo, pois o doce começa a ser vendido às 11 horas da manhã e acaba bem rápido.

Outro passeio obrigatório quando se está em Paris, é ver a cidade pela visão que o Rio Sena proporciona. Há muitas empresas especializadas nisso e a mais conhecida é a Bateau Mouches, que está na cidade há mais de 60 anos. O metrô mais próximo é o Alma-Marceau e pode levar um casaco, pois é um passeio gelado mesmo nos dias de sol.

Para quem gosta de rock (yeaaahh, estamos juntos, pessoal), é quase uma obrigação ir visitar o túmulo do mestre Jim Morrison. O cemitério se chama Père-Lachaise. Fica um pouco afastado. Para chegar lá caminhei pelo Jardim de Luxemburgo, peguei trem e depois caminhei mais ainda. Mas valeu a pena tudo isso. Me emocionei ao ver de perto o túmulo do cara que eu mais amo quando o assunto é rock.

Paris é uma cidade com muitos cabarés. Eles nasceram na Belle Èpoque (período que vai do final do século XIX até o início da Primeira Guerra Mundial) para que todos tivessem direito a diversão na cidade, desde trabalhadores até a burguesia. Eles estão espalhados pela cidade e com certeza, o mais famoso é o Moulin Rouge. Ele fica no bairro de Montmartre e há mais de um século, encanta todos com espetáculos suntuosos com dezenas de artistas no palco. Outro cabaré conhecido é o Lido, que fica em uma das avenidas mais famosas do mundo, a Champs Élysées. Qualquer um dos dois que você escolher para conhecer, terá feito uma bela escolha.

Já que citei a Avenida Champs Élysées, devo dizer que você deve caminhar por ela, sem pressa, sem horário marcado e sem estresse. Lá, você encontrará de tudo. Lojas de souvenir, lojas de roupas, lojas de eletrônicos, brasseries, restaurantes caríssimos, lanchonetes de comida rápida, perfumarias gigantescas, cinemas, teatros, cafés, entre tantos outros estabelecimentos. Se seu cartão de crédito estiver liberado para compras, faça a festa.

Essa avenida é a segunda mais cara da Europa em valor de imóveis, sendo superada apenas pela Bond Street, que fica em Londres. A Champs Élysées tem 1,9km de extensão, começa no Obelisco de Paris e termina na praça Charles de Gaulle, onde fica o Arco do Triunfo. Tem muitas estações de metrôs por lá. Aconselho novamente a caminhar e admirar todo o luxo que essa avenida transborda.

Se você puder se programar, procure visitar a cidade por volta do dia 14 de julho. Dia em que todos os franceses comemoram um feriado nacional que significou, em 1789, um evento central da Revolução Francesa, “A queda da Bastilha”. A festa é linda, cheia de simbolismos e patriotismo. A cidade fica abarrotada de franceses e principalmente de turistas, que querem presenciar uma festa que é vista no mundo todo.

Entre tantos museus espalhados por Paris, quero falar sobre um em especial, que não é tão visitado quanto o Louvre, Rodin, Pompidou ou D’Orsay. O Museu de Cluny é oficialmente chamado de Museu Nacional da Idade Média, pois é um museu voltado à preservação do rico acervo da arte medieval. Tudo começou com as peças do colecionador Alexandre du Sommenard e desde então, a coleção vem sendo reunida e exposta neste museu. Com a quantidade das obras que existem lá, pode-se traçar um panorama abrangente de arte e história desde a Gália Romana até o século XVI. Vale muito a visita.

Mais uma dica de passeio para fora de Paris. Neste caso, para um castelo que fica apenas 25 minutos de Paris. O Castelo de Chantilly. Além de ser um belo castelo, tem um excelente museu e sua coleção de pinturas é chamada de Museu Condé e isso o classifica como o segundo museu francês de pinturas antigas, após o Louvre. Ele também tem um parque com jardins bem parecidos aos do Palácio de Versailhes. O castelo tem cenário de cinema e por ficar tão perto de Paris, é ideal para um “bate e volta”. Aproveite para ir de manhã e almoçar em um dos dois restaurantes que existe por lá.

Sabe o que também existe ali pelos arredores de Paris e pode estar no seu roteiro? A Eurodisney. É formada por apenas dois parques e alguns hotéis. Foi o segundo parque da Disney inaugurado fora dos Estados Unidos. Ele fica a 32 km de Paris e você pode se programar para chegar de trem, com toda a facilidade. Se você já conhece a Disney clássica, vale conhecer para saber que até mesmo os parques menores, quando se tratando do mundo mágico da Disney, tem seu charme. E se você não conhece a Disney dos EUA, vai gostar de sentir um pouco desse encantamento que eles nos proporcionam.

Paris sempre terá uma oferta enorme de atrações turísticas para todos os gostos, estilos e tipos de turistas.

Recomendo que você, antes de embarcar, faça uma pesquisa virtual sobre as coisas que pretende visitar em Paris. Por exemplo, Paris é uma cidade que recebe dezenas de exposições todo mês. Portanto, caso tenha interesse em alguma área cultural específica, pesquise se haverá algo na cidade no período em que estiver por lá. Exposições, fotografias, coleções temporárias nos museus, eventos de dança, de música, peças de teatro, concertos e tantas outras atrações culturais que a cidade oferece. Pesquise e se programe para ver tudo o que deseja e também conhecer a cidade.

 

Paris é incrível. Não me canso de dizer isso. Existem algumas cidades grandes espalhadas pelo mundo, que são assim. Cada vez que você volta à ela, conhece algum lugar novo, diferente e especial. Paris não é diferente. Volte 10 vezes para visitá-la e terá em todas as visitas, algo novo para se encantar e aprender.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*