Enobacana

Le Baratin x Le Verre Volé

Muita gente tem me pedido para contar mais sobre esses dois wine bars que conheci em Paris. Então, resolvi fazer algumas comparações entre eles, com as minhas impressões sobre os lugares que eu queria muito conhecer.

Quem me contou sobre eles, foi um amigo espanhol (que conheci na Suíça, olha a zona) que estava morando em Paris e ele, sabendo que sou apaixonada por vinhos, me disse que deveria conhecer os dois locais, pois além de servir boa comida, eles ofereciam bons vinhos, principalmente os orgânicos. E depois vi ambos no programa do Anthony Bourdain. Aí bati o martelo.

Fique curiosa demais, ainda mais quando ele disse que os locais não são tão visitados por turistas. Há, aí entrou na minha alçada.

Peguei uma das noites que estava na cidade e decidi que visitaria os dois. Então o plano era, comer algo leve nos dois lugares e provar ao menos dois dos vinhos que eles ofereciam. O plano foi concluído com sucesso.

Comecei pelo Le Baratin, pois ele ficava mais longe de onde eu estava e eu sabia que tinha que chegar cedo para tentar pegar uma mesa. Estava empolgada para conhecer o lugar. Cheguei lá por volta das 20h, ainda estava claro. Vá com mapa ou de uber, pois as chances de se perder são altas.

Começou que quase tive que implorar uma mesa. Depois de choramingar para eles (juro que não disse que era blogueira de viagens, mas disse que era brasileira e que queria muito provar algo ali), consegui uma mesinha perto da porta. Quase que por caridade.

Bom, pedi uma espécie de salada de galeto com cebolas cozidas e bem temperadinhas. Estava bom, mas foi servido frio. Acho que esse prato ficaria muito melhor, se servido quente. Para beber, pedi dois vinhos. Um branco chamado Touraine e um tinto chamado Beaujolais. Ambos orgânicos, ambos maravilhosos e ambos com sabores muuuuuito peculiares. É normal ficar resíduos no fundo da taça.

AAAHHH!!! Algo importante! Os franceses não estão neeeeem aí para a taça certa pro vinho. Tipo a gente para a cerveja. Eles bebem vinho em qualquer taça, em qualquer lugar. Nem preciso falar que eu dei uma leve surtada com isso, né?! Pois eu realmente gosto das taças certas para explorar tudo que o vinho tem de melhor. Mas enfim…

Os vinhos harmonizaram bem com o prato que pedi. Estava bom num geral, mas achei que estava faltando algo. Aí percebi que a energia do lugar não é das melhores. O dono parece que nasceu de mau humor e senti como se eu estando ali, estivesse incomodando. Gosto de atmosferas leves e não gostei muito da de lá. Portanto, nem pedi sobremesa, paguei a conta e fui embora. Decepcionada, para ser bem sincera, pois esperava mais do lugar.

Mas, como sou brasileira e não desisto nunca, fui ao Le Verré Volé, que não fica muito longe dali. Você pode ir caminhando, talvez leve uns 20 minutos para chegar. O caminho é bem animado, você pode ir com tranquilidade e vai passar por vários lugares fantásticos que só vemos caminhando. Quero voltar a todos.

Cheguei ao Le Verré Volé e já senti a atmosfera diferente. Muuuuito melhor. Havia mesas na calçada, pessoas alegre bebendo e compartilhando garrafas infinitas de vinhos franceses e muitas risadas. Ah! Adorei!

Sentei numa dessas mesas da calçada, pedi um prato de presunto cozido com purê de batata e salada. Para beber, comecei com uma taça de um branco chamado Santorini. Depois, eles me aconselharam um vinho chamado Morgon. Um tinto que estava harmonizando nos céus com o prato que pedi. Tomei a garrafa toda, fiz amizade com o pessoal da mesa do lado, dei risada junto com eles e depois fui embora.

Comparando, o Le Verré Volé é muito mais agradável do que o Le Baratin. Mas, ambos são de alta qualidade, tanto na comida quanto nas opções de vinhos e tudo mais. Tudo depende do que você procura. Se quer um jantar mais íntimo e sem muitas emoções, o Le Baratin é bom para isso. Mas se quer um pouco mais de agitação e descontração, vá ao Le Verré Volé.

Eu não pretendo voltar ao Le Baratin, mas ao Le Verré Volé, quero voltar sempre que estiver em Paris, para provar o resto dos pratos e toda a carta de vinhos deles.

Espero que tenham gostado e se alguém também conhece algum desses locais, me manda uma mensagem e vamos falar sobre isso.

Um super beijo no coração de vocês! =*

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*