África

Jaci’s Sabi House, lodge na reserva Sabi Sand

Jaci’s Sabi House, lodge na reserva Sabi Sand

 

Vou começar minha jornada de dicas para a África do Sul com esse lodge que foi nossa primeira parada para realizar o sonho de fazer o tão esperado safári na África. O Jaci’s Sabi House faz parte de uma rede com outros lodge de luxo espalhados por outras reservas. Mas hoje quero contar sobre esse, que fica na belíssima e selvagem (aguentem, pois vou usar muuuuito essa palavra em meus textos) reserva privada de Sabi Sand, bem coladinha ao Parque Nacional do Kruger, na parte sul.

Antes de começar a fala sobre o lodge Jaci’s Sabi House, quero contar um pouco (um pouco mesmo, porque em breve escrevo um texto sobre todas as reservas que conhecemos e suas diferenças) sobre essa reserva. A Sabi Sand Game Reserve é uma reserva privada que faz divisa com o Parque Kruger. Nela, encontramos diversos lodges (em sua maioria de luxo) e os animais do Kruger e de outras reservas com que a Sabi Sand faz divisa (como a reserva Mala Mala), podem ficar indo de uma reserva para a outra, pois a área desses lugares é tão enorme, que eles podem ir e voltar sem se preocupar com as cercas (sempre elétricas). No Sabi Sand, podemos encontrar os animais do Big Five (para quem ainda não viu, são esses aqui https://viagensdatalita.com.br/os-animais-do-big-five-na-africa/ ) logo no primeiro dia. Foi o que aconteceu com a gente. A reserva é linda, com vários lagos e vários rios, mas na época que fomos era inverno e então estavam na temporada de seca.

Agora falando sobre o Jaci’s Sabi House. Mas preciso definir para vocês, o que é um lodge. Afinal, o que é um lodge que todo mundo fala? Um lodge é um hotel que fica dentro de uma reserva natural, seja ela nacional, privada, com bichos ou sem bichos ao redor. Geralmente são hotéis de luxo, com serviço completo (incluindo os safáris, todas as refeições e em alguns até as bebidas). Podem ser hotéis com quartos normais ou no formato de camping. A experiência de estar em um lodge é simplesmente única.

Foi exatamente isso que sentimos estando no Jaci’s Sabi House. Foi nossa primeira vez conhecendo tudo ali, então foi maravilhoso. O lodge está bem no meio da reserva de Sabi Sand, com apenas poucos quartos (3 para ser mais exata) e uma estrutura maravilhosa, com vistas lindas. De dia podíamos ver os elefantes passando enquanto tomávamos café da manhã (após o safári) e de noite podíamos escutar as hienas cantando bem ao lado do nosso quarto. O lodge é todo cercado, dificilmente os animais conseguem entrar lá. Se quiser ver mais sobre o lodge Jaci’s Sabi House, veja esse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=-aEPxh0IVjA&t=5s

No Jaci’s Sabi House, está tudo incluído, menos as bebidas. Os passeios, as refeições maravilhosas e o carinho dos funcionários que nos trataram com muito respeito. Os Game Drives (como eles chamam os safáris) são realizados duas vezes por dia. Acordamos às 05:30 da manhã para comer alguma coisinha e já sair pontualmente às 6h. Depois fazemos outro safári saindo às 15:30. Os Game Drives duram em média de 3 à 4h.

Nos safáris, podemos ver de perto todos os bichos. Como lá é uma reserva privada, o carro deles é aberto e eles podem ir para onde quiserem. Nos Parques Nacionais, como o Kruger, você só pode andar nas estradas definidas. Se houver algum bicho longe da estrada, você não pode ir. Vantagem de estar hospedado em uma reserva privada. Várias vezes fomos com o carro (que é praticamente um trator) para lugares fora da estrada para vermos de perto os animais. Foi maravilhoso!

Logo no nosso primeiro dia, já vimos os animais do Big Five. Elefante, Rinoceronte, Búfalo, Leão e Leopardo, nessa ordem. O mais difícil de ser visto é o leopardo e o mais fácil, por conta da grande quantidade de animais que eles possuem, são os elefantes. Claro que vimos muito mais que esses. Girafas, zebras, milhares de antílopes, hienas, hipopótamos, muitos pássaros, porcos selvagens, animais pequeninos e muito mais. Foi uma experiência incrível estar ali e fazer parte dessa natureza tão grandiosa. Pois uma vez ali, você faz parte daquilo. É uma sensação única na vida e admito que é bem viciante. Veja como foi nosso primeiro dia de safári nesse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=dyuG02DPMd4&t=3s

Nosso ranger era o Andrew. Ele sabe praticamente tudo sobre os animais, sobre as plantas, sobre as pegadas, até sobre as pedras da reserva. Um cara gigante, calmo e com uma sabedoria fascinante. Nos sentimos muito seguros com ele sendo nosso ranger. Descobrimos muitas curiosidades que nem imaginávamos e ele é muito simpático. Um amor de pessoa. Com certeza ele ajudou a deixar nossos passeios ainda mais emocionantes.

Falando agora sobre a estrutura do lodge. Como mencionei acima, eles possuem 3 quartos enormes, com banheiros lindos (um deles tem banheira com vista para a savana), produtos de beleza africanos que deixam nossa pele e cabelos lindos, equipe educada e prestativa, cama gostosa e todos os quartos possuem aquela vista maravilhosa onde podemos ver os animais passando do lado da cerca. Juro que na primeira noite escutei hienas cantando e parecia que elas estavam do lado do nosso quarto. É uma imersão na natureza.

Ah! Já estava quase me esquecendo de mencionar alguns detalhes importantes. Durante os Game Drives, a gente faz uma parada no meio do nada, descemos do carro e lá fazendo um lanchinho. Geralmente nesse lanche tem alguns snack, sementes e sempre Amarula! Como bebi Amarula nessa viagem e continuo bebendo (hahahaha). Também teve um dia, em que eles preparam um almoço especial para a gente. Montaram uma mesinha linda e comemos ali. Se quiser ver como foi e um pedaço dos safáris, veja esse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=L18DTYABfvs

Use tudo que estiver disponível para você. Use mesmo os produtos de beleza, se tiver banheira no seu quarto, tome um belo banho admirando sem pressa cada detalhe daquela pintura chamada savana, guarde seus pertences importantes e dinheiro no cofre (nunca se sabe), faça as refeições sem pressa também. Nas reservas, a única pressa que podemos ter, é para ver cada vez mais animais.

Os jantares, são espetáculos à parte nesses lugares. No Jaci’s Sabi House, ele acenderam uma fogueira e montaram as mesas para nós de forma que ficássemos de frente para a fogueira, onde estava sendo preparado um churrasco típico da África do Sul. A Princess (fofa demais e olha esse nome) que era a super cozinheira do lodge nos apresentava o cardápio do jantar e ela continuava a preparar tudo ali. Geralmente era bem típico tudo. Tinham muitos pratos com vegetais (eles adoram usar batatas, pimentões e pimenta normal) e as carnes não eram exóticas não, ficava entre peixe, carne de boi e carne de porco. Nada fora do normal que já estamos acostumados. Digo isso, porque o Alê ficou com medo de ter carnes muitos diferentes, mas não. Estava tudo maravilhoso. E ficávamos ali, no jantar. Comendo boa comida, bebendo bons vinhos… Foi bem especial.

Resumindo, foi maravilhoso ter as experiências no Jaci’s Sabi House. Os safáris, os momentos no lodge, os animais, as pessoas que conhecemos. Ficamos felizes em estar ali, mesmo com questões desagradáveis que tenham acontecido, não deixamos a energia cair e vamos guardar somente os bons momentos nesse lugar. Recomendo demais o Jaci’s Sabi House, assim como recomendo muito que pelo menos uma vez na vida, você tenha essa experiência de fazer parte da natureza africana. Eu deixei minha leoa sair e ela se deu super bem por lá (hahahaha).

Aquela história de Safári na África é realmente um show à parte. Vale muito a pena. Mal posso esperar para ser sugada pela natureza selvagem novamente. A África é um continente maravilhoso que merece sim ser explorado por nós, amantes de viagens. Fica a dica. E se estiver pensando em fazer safáris, não deixe de dar uma olhada no Jaci’s sabi House. A África do Sul agradece.

Jaci’s Sabi House

Acesse o site deles www.jacissabihouse.co.za para ver mapa e forma de como chegar, até lá, assim como reservas e valores.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*