África

Gone to the Beach, a casa de praia em Cape Town

Gone to the Beach, a casa de praia em Cape Town

 

Foi bem difícil sair das savanas africanas. De verdade, aquela energia da natureza, aqueles animais e aquelas paisagens, estarão comigo pro resto da vida. Mas não é só de safáris que vive o turismo na África do Sul. Aliás, a lindíssima Cape Town, ou como chamamos Cidade do Cabo, é a cidade mais visitada do país. Mais que Johanesburgo, mais que os safáris, mais que Durban. Acreditem. São dados. E hoje, quero contar mais um pouco sobre a parte sul dessa cidade. A região do Cabo da Boa Esperança, região de Scarborogh, onde praias lindas estão a sua espera.

Nessa praia, passamos dois dias. Foi perfeito para fazer os passeios pela região, que ficariam bem mais complicados para serem feitos, caso tivéssemos ficado no centro de Cape Town. A região é muito linda mesmo, então recomendo ficar lá por no mínimo dois dias. Ficamos hospedados em uma casa que está no Booking, chamada Gone to the Beach. Essa casa é famosa, se você digitar nos aplicativos de busca e gps, vai encontrar ela lá (hahahaha). Mas merece esse reconhecimento, pois a estrutura da casa é realmente linda.

Mas antes de contar os detalhes sobre essa casa incrível quase pé na areia, quero contar um pouco sobre a região onde ela fica, que se chama Scarborogh. Já falei dessa praia no outro artigo sobre a parte sul de Cape Town, mas não custa falar de novo.

Scarborogh fica a quase uma hora do centro de Cape Town. Uma região linda, perfeita para aqueles finais de semana tranquilos que queremos apenas caminhar na praia. Bom, no alto verão pode ser possível uma pessoa normal (quero dizer, uma pessoa que não seja surfista e com aquela roupa especial que dá aquecimento extra) consiga dar um mergulho na praia, mas em outras épocas, acho bem difícil. A água é muito gelada, algo em torno de 15 graus. Fica bem difícil para a gente querer (e conseguir) nadar em uma temperatura tão baixa assim. Para vocês terem uma ideia, a temperatura que o corpo gosta, que fica agradável para a gente, costuma ser em torno de 28 graus. Imagina!

Mas a verdade é que a região é linda. Com pequenos cafés e restaurantes, podemos comer super bem, caso não tenha vontade de cozinhar na casa Gone to the Beach. Já falei e falo de novo. O The Hub Café fica quase do lado da casa, vale a pena ir lá para tomar café, almoçar e/ou jantar. É um lugar lindo, com coisas gostosas no cardápio e pessoas gentis para te atender. Ficamos apaixonados por lá.

A praia, como já disse, é linda. Então ficar nela é sim uma boa ideia. Mas caso queira pegar o carro (para estar ali é fundamental um carro alugado e como se trata da mão inglesa, recomendo um carro automático), vale a pena fazer os passeios pelas estradas da região. Achamos uma galeria de arte maravilhosa, a céu aberto. Se chama African Sculpture Gardens. Eles fabricam peças com pedaços únicos de madeira ou pedra. Desde as pequenas, até as enormes que levaram 2 anos para serem esculpidas. Maravilhoso. Para quem gosta, fica a dica preciosa. Dá vontade de levar a loja toda.

Agora falando sobre a Gone to the Beach. Uma casa de praia de respeito. Ela acomoda facilmente até 10 pessoas, pois possui quartos na parte de cima e na parte de baixo. Detalhe para a vista linda da suíte principal. Sim, uma vista linda para a praia. Para a gente acordar todos os dias feliz por estar ali. O sol da manhã pega bem na janela do quarto também. Delícia.  Os quartos são enormes, bem decorados assim como todo o resto da casa. Nota-se de primeira que o dono da casa gosta bastante de temas náuticos.

Eles montaram uma cozinha completa para quem gosta de cozinhar. Eu amo cozinhar, então logo no primeiro dia que chegamos, era véspera do aniversário do Alê. Iniciamos uma jornada aos mercadinhos da região, para ver se a gente conseguia achar os ingredientes para o jantar especial que eu queria preparar para ele. Fomos em uns 3, mas conseguimos achar tudo. Vinho sul-africano que aqui no Brasil é mais de 100 reais a garrafa e lá foi algo em torno de 15 reais, tudo para o risoto de aspargos com presunto parma que eu queria preparar.

Não passei apuro. A casa tinha tudo para preparar qualquer tipo de prato. Fiz com uma receita de cabeça e instinto culinário e deu super certo. Acendemos a lareira (pois estava muuuito frio na região, afinal era inverno), ficamos comendo e bebendo um bom vinho. Foi maravilhoso. Nunca tinha tido essa experiência de cozinhar algo bacana durante uma viagem, pois sempre acabo ficando em hotéis. Confesso que gostei bastante de fazer uma comidinha gostosa para a gente curtir juntos, em frente a lareira e bebendo um bom vinho.

Na casa tem 3 banheiros equipados com produtos de beleza, toalhas e chuveiros. Além de que não precisamos nos preocupar com lençóis, pois eles possuem tudo lá. Tem wifi e vários aquecedores para manter os quartos mais quentinhos nas épocas de frio. Também tem uma piscina pequena para a gente se divertir e uma mesa de ping pong na parte de fora. Dá até para organizar uns campeonatos com os amigos.

Um detalhe muito importante e existem avisos pela casa e pela região toda! Ali eles enfrentam um problema sério com aos macacos baboos. Eles geralmente são agressivos, roubam coisas que estiverem com você (tipo um lanche ou comida), vasculham lixos, quebram vidros de casas e carros se quiserem algo que esteja atrás disso. Eles são praticamente uns bandidos brasileiros, só que sem armas. Portanto, cuidado com eles. Não saia de casa sem que todas as portas e janelas estejam devidamente fechadas e não deixe comidas expostas perto das janelas, mesmo que elas estejam fechadas. Na Gone to the Beach existem vários armários e locais para guardar alimentos. Use-os para evitar problemas com esses seres chatinhos.

A casa Gone to the Beach fica a apenas alguns metros da praia. Um quarteirão, para ser mais exata. Ali venta bastante, então costuma ter bastante onda. Vá caminhar na praia e aproveitar os dias de sol (maior parte do ano), mas não esqueça de levar uma blusa (não sei vocês, mas eu sinto frio a qualquer ventinho mais gelado). Protetor solar é sempre fundamental e de resto, é só alegria. Vale a pena conhecer a região e a casa.

Tenho certeza de que você vai amar ter essa experiência de casa, longe de sua casa. Eu curti bastante e repetiria esse roteiro facilmente, pois tudo ali é bem bonito. Sou muito suspeita para falar sobre a África do Sul, pois fiquei realmente apaixonada por tudo ali. Então, acho muito justo que cada um de vocês vá até lá para conferir com seus próprios olhos. Cape Town é realmente uma das cidades mais lindas do mundo.

Gone to the Beach

Seagull Road, 28. Scarborogh. Cape Town. África do Sul. (você também pode encontrar a casa pelo booking.com)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*