África

Experiências que você precisa ter quando estiver na África do Sul

Experiências que você precisa ter quando estiver na África do Sul

 

Bom, nem preciso falar que sonho com esse país sempre e já morro de vontade de voltar. Mas um mês depois de ter voltado, fico pensando nas coisas maravilhosas que vivemos por lá e toda a experiência rica que tivemos, cada segundo foi especial. Pensando nisso e respondendo a várias perguntas que me fizerem com relação ao roteiro e locais, resolvi fazer essa lista de experiências que você precisa ter quando estiver na África do Sul. Sim, você precisa ter e viver algumas coisas. Vou contar tudo para vocês já!

– Fazer safári

Pelo menos um safári você vai precisar fazer. Não me saia da África do Sul sem ter pisado em alguma reserva, seja ela nacional ou privada. Você precisa viver a emoção de ver os bichos de perto, sentir a adrenalina correndo nas veias se tiver a sorte de ver uma caçada ou se algum animal chegar bem perto do carro. Vá com os guias, não queira se aventurar sozinho, pois é aí que acontece acidente. Mas vá sem medo, vá na fé, vá feliz. Você vai guardar tudo isso no seu coração para sempre.

– Ter um jantar tipicamente africano

Você pode ter jantar tipicamente africano em alguns lugares. Os restaurantes temáticos são ótimos para isso (como o Gold Restaurant em Cape Town), mas você também pode ter isso se ficar hospedado em algum lodge. Eles geralmente acendem a fogueira e cozinham para todos os hóspedes juntos e jantamos como uma grande família africana, até rola cantoria e danças, ambos maravilhosos.

– Entender um pouco mais sobre Nelson Mandela

Todo mundo conhece o fantástico Mandela, não é?! Pois bem, estando na África do Sul, você tem alguns lugares para visitar, que com certeza irão enriquecer suas informações sobre o Madiba. Museu do Apartheid em Johanesburgo é um deles, onde eles contam a história de vida e um política desse ser iluminado. Também vá para a Robben Island, onde ele passou quase 20 anos de sua vida, sobrevivendo, trancado em uma cela injustamente. Esse cara merece todo nosso respeito e admiração.

– Beber somente vinhos nacionais, feitos na região dos vinhos

As cidades principais desse circuito são Stellenboch, Paarl e Franschhoek. Nem pense em beber vinho de outro país, sem que seja o sul-africano. Além de maravilhoso, eles possuem técnicas particulares para a produção de cada vinho. Vinícolas centenárias, tradicionais e muito vinho bom. Não deixe de provar a emblemática Pinotage, um clássico do país que você precisa conhecer.

– Fazer alguma viagem de carro passando por cidades pequenas e pobres

Se informe antes para não cair em enrascada. Mas fizemos Johanesburgo e Parques Nacionais, em 7 horas de viagem, tranquilamente. Foi maravilhoso. Passamos por cidades pequenas onde aquelas criancinhas ficam correndo atrás do carro, sorrindo para a gente. Foi incrível e emocionante, ver que ainda existe muita pobreza na África do Sul, assim como no Brasil.

– Dormir escutando os animais (caso esteja hospedado em lodges)

Se você estiver hospedado em algum lodge, estará imerso por completo na natureza. Cercado de todos os lados. Em alguns lodges, as cercas são praticamente inexistentes, portanto você pode ter a surpresa de encontrar algum antílope ou até mesmo leopardos, nas áreas comuns do lodge. Perigoso? Depende. Mas geralmente os acidentes nesses casos não acontecem. Portanto, de noite, fique com os ouvidos atentos. Você pode escutar algum animal cantando para você (nós escutávamos quase todos os dias as hienas cantando).

– Pegar muito Uber e conversar com todos os motoristas para conhecer mais sobre a vida deles

Não conhecemos nenhum motorista de Uber lá na África do Sul, que não fosse simpático. Todos sorridentes, amistosos e amam de paixão o seu país, adoram contar sobre os detalhes de lá, dar dicas de onde comer, onde ir, como ir… Foi incrível poder falar com todos eles e entender um pouco mais sobre a cultura, sobre política e sobre a dinâmica das cidades.

– Tentar viver com 50 litros de água por dia

Essa é a realidade de Cape Town. A cidade quase chegou ao Day Zero (dia em que todo o abastecimento de água para a população seria cortado, ficando somente nos sistemas básicos). Para manter o Day Zero longe é preciso chuva, mas também é necessária a conscientização das pessoas. Para isso, eles estipularam uma meta de que cada pessoa poderia gastar somente 50 litros de água por dia. Para vocês entenderem o que estou falando, um banho de 2 minutos com o chuveiro ligado o tempo todo, gasta 20 litros de água. Se você tomar um banho de 5 minutos, já gastou sua cota. Triste e difícil, mas essa é a realidade dos habitantes de Cape Town e se estiver por lá, você vai precisar se adequar também.

– Tentar se colocar no lugar deles na época do Apartheid

Nossa. Que sensação HORROROSA ao chegarmos à entrada do Museu do Apartheid e lá encontrarmos uma entrada para negros e outra para os brancos. É assustador pensar que até poucos anos atrás, tudo era assim. Os negros não tinham privilégios nenhum, eram maltratados e sofriam atrocidades. Hoje eles estão sorrindo, pois o Mandela os ensinou que para terem paz, deveriam perdoar todos que fizeram esse mal a eles. … … sem palavras.

– Curtir os animais do mar também

Não pense que a África do Sul é só feita de animais da savana. Quando eu falo que esse país é completo, ninguém acredita. Além de babar e ver o animais da savana, você também pode ver baleias, pinguins, muitos animais do Oceano Índico e Atlântico (no Aquário de Cape Town chamado Two Oceans) e também realizar aquele sonho de mergulhar com os enormes e majestosos tubarões brancos. Sim, se você aguentar a água que é bem gelada, pode fazer esse passeio. Poucos lugares do mundo te dão essa oportunidade, então aproveite. Eu não fiz, não tive coragem de enfrentar a água (entro em hipotermia num piscar de olhos, como estava no inverno, fiquei com medo).

– Não sair dos safáris até ver de perto todos os animais do Big Five

Na verdade, você não vai querer sair dos safáris, se for um alucinado por bichos como eu. Já falei dos safáris, mas vou falar de novo. Big Five são esses animais. Leões, Leopardos, Elefantes, Rinocerontes e Búfalos Africanos. Nós conseguimos ver todos no primeiro dia, dividindo entre o primeiro e o segundo game drive. Mas queira ver todos os animais possíveis. Hipopótamos, zebras, antílopes, cheetahs, hienas, cães selvagens, girafas… Veja o máximo que puder. Ah, na minha opinião, nada melhor do que ver os animais soltos, e não nesses parques malucos que não sabemos como eles tratam os bichos.

– Fazer a Garden Route de carro

É considerada uma das viagens de carro mais lindas do mundo, a Garden Route pode ser feita saindo da cidade de Cape Town, Port Elizabeth ou Mossel Bay. Leva alguns dias para concluir o passeio. Mas o importante é parar nas pontes, parar para ver o mar e admirar aquela natureza tão linda que terá ao seu redor.

– Visitar Sun City

Na cidade de Sun City, podemos encontrar aquele hotel maravilhoso chamado Sun City, que é um resort enorme e de luxo. É uma cidade, tem tudo lá. Vale a pena conhecer, nem que seja um bate e volta saindo de Johanesburgo ou Pretória. Passear para conhecer as instalações e planejar, quem sabe, se hospedar lá alguns dias na próxima viagem.

– Planejar a próxima viagem para o continente e/ou para o país

Precisa falar mais alguma coisa? Corre pra África do Sul!

One response to “Experiências que você precisa ter quando estiver na África do Sul

  1. Faltou citar: a biblioteca expoente mundial em educação, na cidade de Pretoria; o fantástico Jardim Botânico preparado para trilhas de deficientes visuais; as fazendas criadoras de avestruz; o hospital de Cape Tawer onde Dr. Christian Bernard fez o primeiro transplante de coração, do mundo; a beleza dos condomínios residenciais; a conservação das estradas; a Table Mountain; as praias; o rico artesanato… África do Sul tem muito a visitar. Passei 1 mês e foi pouco.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*