Dicas

Erros que cometemos na hora de fazer a mala!

Erros que cometemos na hora de fazer a mala!

 

É normal, você não está sozinho nessa. Errar na hora de fazer a nossa mala quando vamos viajar, é muito comum. É errando que aprendemos e eu já errei muito (até hoje, às vezes dou umas pisadas de bola bem de iniciante). Pensando em todos os erros que acabei aprendendo na marra, selecionei alguns desses vacilos e coloquei aqui nessa lista para vocês. Tenho certeza de que algum deles você vai pensar “faço direto” e outros vai pensar “mas isso é errado?” Divirta-se com a lista e bora virar expert em fazer malas.

– Esquecer que existe um limite de peso

Aqui temos dois problemas. Primeiro, se sua mala exceder o limite permitido pelas cias aéreas, você terá de pagar uma quantia (ali na hora, no balcão é bem mais alto do que se comprarmos peso extra pela internet) absurda por esses quilos excedentes. Então, pese sua mala antes de ir ao aeroporto. Segundo problema, é que a menos que você seja alguém que viaje com mordomos para carregar sua mala, você terá de carregar todos esses quilos de sua mala. Se sua viagem tiver mais de um hotel, mais de um destino, verá como isso será ruim na logística da viagem. Não vale a pena levar seu guarda roupa na bagagem.

– Um sapato para cada look

Look = combinação de peças (roupas, calçados e acessórios) que montam um estilo. Levar um sapato para cada calça, um sapato para cada saia, um sapato para cada vestido… Não faz sentido algum. A menos que você esteja viajando com o intuito de fotografar os looks (que foi o meu caso na última viagem ao Chile), não tem necessidade alguma de levar um sapato para cada look. Tente levar sapatos que combinem com todas as peças da sua mala.

– Levar mais de um sapato de salto

Novamente e ainda falando sobre sapatos. Se você não é modelo, blogueira ou algo do tipo, leve apenas UM sapato de salto, aquele coringa que vai bem com qualquer cor, com qualquer roupa, que seja confortável. Minha dica (que sempre funcionou comigo) é para aquele sapato preto ou nude, scarpin ou peep toe. Ou aquela bota de cano curto preta também que fica linda com calças ou com vestidos. Mais do que isso, não tem necessidade e será peso extra para você levar em sua viagem. Na minha primeira grande viagem para fora, eu levei duas botas de cano longo, uma na mala e outra no pé. Preciso dizer que essa burrada foi espetacular e eu nunca mais cometi? (hahahaha só eu mesmo).

– Monta sua mala sem dar uma olhada na previsão do tempo do destino

Praticamente um tiro no pé. Claro que nunca é 100% garantida. Ano passado, quando viajei a Portugal, a previsão do tempo errou FEIO. Estava prevendo temperaturas entre 18 e 20oC. Porém, peguei temperaturas baixíssimas, como em Porto que peguei 6oC. O que me salvou foram as blusas de lã que coloquei na mala para fotografar e um moletom que comprei lá em Porto mesmo. Se não, eu teria virado picolé. Aqui a dica é olhar a previsão, mas sempre acabar levando algo mais de calor ou mais de frio na mala.

– Esquecer a farmacinha

Muito importante levar na mala todos os remédios que você costuma tomar caso te dê uma dor de garganta, uma infecção urinária, dor de cabeça, ressaca, etc. A farmacinha não precisa ser com 20 comprimidos de cada remédio, mas precisa ter alguns comprimidos de cada um. Esqueça a caixa em casa, coloque apenas as cartelas em uma nécessaire pequena. Ah! Muito importante. Não esqueça os antialérgicos, pomada para picada de mosquitos e insetos esquisitos e o nosso querido e tão útil Bepantol. Se não fosse por essa pomada milagrosa, eu teria uma mancha horrível na testa. Tive uma queimadura solar de 1º grau em Montevidéu e o Bepantol me salvou.

– Levar os produtos nas embalagens originais

Não faz sentido levar 300ml de shampoo se você vai gastar apenas 150ml. Pense com a cabeça e faça um cálculo. Dá para saber quanto a gente vai gastar e levar um pouco mais somente. Existem nas lojas de cosméticos aquelas embalagens menores que a gente pode encher de shampoo e de todos os outros produtos. Dependendo do tamanho, dá ate para levar na bagagem de mão. E uma dica de ouro nesse caso também, é viajar sem nada de cosméticos na mala. Deixar para comprar tudo quando lá. Eu fiz isso algumas vezes para a Europa. Chegava lá e corria para alguma loja da Body Shop ou L’Occitane. Comprava tudo que eu iria utilizar e ainda sobrava para trazer para casa (ou voltava para comprar mais hahaha).

– Montar a mala sem conhecer melhor para onde está indo

Isso é importante demais. Conhecer o local para onde está indo viajar. Se for um país de cultura muçulmana, melhor evitar as peças curtas e decotadas (em lugares religiosos como mesquitas, nem pode entrar se estiver vestindo algo assim). Além de ser mais instigante para os homens te olharem (o que vai incomodar bastante), você corre o risco de ser repreendida. Então não vale a pena o risco. Estude direitinho a cultura e religião do país que está indo.

– Não levar peças chaves na mala

As peças chaves são básicas e vão bem em tudo. Vestido preto, uma calça jeans, regata ou camiseta branca, um tênis neutro, um chinelo, uma blusa preta. São peças que combinam com tudo, servem para praticamente todas as ocasiões e pesam nada na mala. Fica a dica. Os básicos sempre são ótimos amigos na hora de montar uma seleção de peças para colocar na mala.

– Levar peças que você não costuma usar no dia a dia

Chega até a ser engraçado. Sério! Eu estou rindo aqui. Como uma pessoa pode pensar em colocar na mala uma peça que ela não costuma usar no seu dia a dia? É tipo assim “tenho esse vestido laranja com bolinhas amarelas que é lindo, tenho certeza que vou usá-lo na viagem”. Não, você não vai usar na viagem se você não usa no dia a dia. Não tem lógica. Se você não usa o bendito vestido para ir ao shopping ou ao mercado, esqueça ele em casa. Você não vai usá-lo em alguma praia do nordeste ou para passear pela Bond Street, em Londres.

– Não colocar cadeado na mala

Eu esqueço um tênis, mas não esqueço de passar o cadeado. Jamais! Essas pessoas que trabalham em aeroportos (não todas, mas uma boa parte), não se preocupam se você tem um vinho especial na mala, ou qualquer outra coisa. Eles não cuidam da mala na hora de jogar de um lado pro outro e se ela estiver sem cadeado, você corre um sério risco de ter sua mala aberta e alguém ficar mexendo para ver o que tem lá. Em alguns casos, eles até podem pegar algo de lá que interesse para eles. Esse cuidado nunca é demais.

– Guardar o casaco grosso na mala e não com você

Existem algumas peças que estão na viagem para servir de uniforme. Quando eu ia de trem de um lado para o outro, eu sempre ia com uma bota de cano longo e um casaco enorme e quentinho que eu levava na mão, caso não estivesse frio para usá-lo. É assim que tem que ser. Essas peças e calçados mais pesados, que sempre acabamos levando para viagens de clima frio, e essas peças precisam estar vestidas em nós, para evitar aquele peso excessivo na mala e ocupando espaço também.

– Não colocar saquinhos plásticos para separar os sapatos do resto das coisas

Aqui entra a parte doida da Talita que tem pavor de bactérias e que acha que os sapatos, estão na lista das coisas mais sujas e contaminadas que existem. Aqui em caso, todo mundo tira os sapatos antes de entrar, é lei (não é nem regra). E com a minha mala não seria diferente. Eu separo todos os sapatos em sacos plásticos e os coloco fora do alcance do resto das coisas que coloquei lá dentro. Vale a pena chegar com tudo limpinho ao destino e você não corre o risco de pegar uma infecção por besteira.

– Não colocar uma fitinha de identificação na mala

O preto básico costuma entrar no quesito malas também. Então sempre tem um monte de malas parecidas e com cores parecidas na esteira, na hora de recolher nossas bagagens. Para evitar de pegar a mala errada ou perder a sua, identifique a sua mala com detalhes malucos. Eu encho as minhas com fitas de cetim coloridas. Isso porque minha mala é vermelha e já chama a atenção. Faça isso. Te poupa dor de cabeça.

Logo menos eu faço uma lista sobre as coisas que precisam sempre estar na sua mala, para casos de emergência, principalmente. Se gostaram desse texto, deixe seu comentário e mande para seus amigos. Compartilhe! <3

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*