Europa

DUX Taberna Urbana, em Coimbra

DUX Taberna Urbana, em Coimbra

 

Continuando na saga “Comilança por Portugal”, depois do clássico que contei para vocês no post anterior, agora quero contar sobre um restaurante mais moderno onde almocei em um dos dias que estava em Coimbra. Por mais que o nome nos dê a impressão de ser algo medieval (toooda vez que leio o nome taverna, penso em pessoas bebendo em copos de pedra com casacos de pele de algum animal selvagem que ele próprio matou/caçou), não se engane. O Dux Taberna Urbana vai te levar para dar uma volta na gastronomia mais moderna e variada de Portugal, porém, sem esquecer suas raízes.

Como mencionei acima, fui ao restaurante para almoçar e estava bem cheio de locais. Ou seja, é um lugar onde geralmente as pessoas que trabalham em Coimbra escolhem para poder ir almoçar. Meu termômetro gastronômico quando estou viajando funciona conforme a quantidade de locais no restaurante. Se tem mais locais que turistas, aí eu já gosto bastante. Menos chance de cairmos em armadilhas. Mas ali no Dux Taberna Urbana, está tudo bem. Pode ir sem medo.

O restaurante dá prioridade para as porções a serem compartilhadas. Em forma de tapas, petiscos, etc. O que é muito bacana, pois podemos provar vários pratos, harmonizar com vários vinhos e sentir a variedade que o restaurante tem para oferecer. Eu provei três tipos de petiscos que eles têm lá no Dux Taberna Urbana. Mas comecei a me aquecer (literalmente, pois estava chovendo e cerca de 10oC em Coimbra naquele dia) com uma bela taça de um dos drinks da casa, a Sangria de Espumante com Frutas Vermelhas. Essa coisa linda da foto aí embaixo.

 

Eles possuem outros drinks, mas o forte deles é mesmo a cerveja e os vinhos, onde existem muitas opções na carta. Mas agora vamos falar de comida, não é?! Primeiro chegou a minha mesa um couvert com pão caseiro e azeitona temperadas (de novooooo, meu Deus, como isso é bom, comeria o dia todo).

Depois chegaram uns mini temakis que eles chamam de Cornetos de salmão defumado (huuummm…) com queijo creme e cebolinha. Estava ma-ra-vi-lho-soooo! Deliciosa demais! Adorei a combinação do salmão defumado (adoro coisas defumadas, adoro o gostinho peculiar que fica) com o queijo (que é suave e não briga com nenhum outro sabor) e a cebolinha (que tem gosto marcante, mas combinou demais com todo o resto). A casquinha do corneto era de algas mesmo, mas parecia casquinha de sorvete. Era durinha. Gente, esse petisco estava sensacional. Comeria dezenas deles se fosse possível.

Depois fui para um petisco que tinha cara de bar e eu adorei. Croquetes (por mais que eles fossem redondinhos, lá em Portugal eles chamam de croquete) de alheira (alheeeira que delícia) com molho de mostarda antiga. A combinação do croquete de alheira com a mostarda foi certeiro. A alheira estava com o gostinho dela, porém mais suave e parece que a mostarda realçou todos esses sabores. Petisco perfeito para quem comer com os amigos bebendo umas cervejas ou taças de vinho.

Para finalizar, eu não poderia deixar de provar algo com bacalhau (a essas alturas, no terceiro dia de viagem, eu já tinha comido uns 5 bolinhos de bacalhau, era quase que o meu café da manhã hehehehe). Então pedi as clássicas do Dux Taberna Urbana, bruscheta de bacalhau com tomate, cebola e azeitona. Muito azeite para acompanhar, umas folhinhas verdes para dar frescor e só. A bruscheta perfeita. Dava vontade de comer até o prato em que ela foi servida, de tão bom que estava. Como já disse, vou dizer de novo… Impossível comer mal em Portugal. Se come muuuuito bem nesse país.

Para sobremesa, pedi sorvete. Já tinha comido tanto, que achei que somente sorvete iria funcionar (hahahaha). Pedi uma bola de sorvete de maçã verde e outra de framboesa. Para acompanhar, uma tacinha de um belo vinho do porto. Outra coisa que não tem erro em Portugal. Vinho do Porto. Tome todos que tiver oportunidade. Eles são simplesmente fantásticos! Aproveite!

Resumindo, minha experiência no DUX Taberna Urbana foi demais. Comer todos esses petiscos me fez perceber que a gastronomia portuguesa pode sim ser moderna, variada e criativa, mas sem perder a essência de sua história. Misturar elementos clássicos (como o bacalhau, a alheira, etc) em formatos mais atuais, foi uma excelente ideia. Por isso recomendo demais a sua visita ao DUX. Me agradeça depois, ok?! =)

DUX Taberna Urbana

Rua Dr. Manuel Rodriguês, 3000-226. Coimbra. Portugal

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*