Rocktrip

Curiosidades sobre a banda Queen

Curiosidades sobre a banda Queen

 

Todo mundo está falando sobre o Queen e sobre o Freddie Mercury nessas últimas semanas, por conta do filme (que até o presente momento ainda não fomos assistir) Bohemian Rhapsody, que está bombando nos cinemas. Literalmente, porque desde a estreia que olhamos nas salas aqui perto de casa e não conseguimos um lugar decente para ir assistir. Li muitos comentários sobre o filme e realmente estou ansiosa para assistir. Mas não é sobre o filme que quero falar hoje. Quero contar algumas curiosidades sobre a banda e seus integrantes. Curiosidades que nem todo mundo sabe, mas tenho certeza de que vão gostar muito de saber.

– A banda surgiu em 1970, com sua formação clássica. Funcionou assim até a partida de seu vocalista, Freddie Mercury, em 1991. Depois de alguns anos, eles decidiram voltar à ativa, porém não é a mesma coisa sem Freddie, óbvio, por mais que o novo vocalista, Adam Lambert, esteja fazendo um bom trabalho.

– O nome verdadeiro de Freddie Mercury é Farrokh Bulsara. Hein?! Sim. Estraho, mas condiz com o lugar de nascimento dele. Zanzibar, no litoral da Tanzânia. Costa lesta da África, um lugar maravilhoso, considerado um dos litorais mais bonitos do mundo. Agora faz todo o sentido. Freddie é nome artístico.

– A banda era composta por Freddie Mercury nos vocais, Brian May na guitarra, Roger Taylor na bateria e John Deacon no baixo.

 

– Você sabia que aquele símbolo da banda que parece um brasão, é uma criação de Freddie? Ele uniu todos os símbolos do zodíaco de cada integrante da banda. Temos dois leões que representam John Deacon e Roger Taylor, um  caranguejo de câncer representando Brian May e duas fadas simbolizando virgem, que era o signo de Freddie.

– A música “Under Pressure” que a banda Queen gravou com o saudoso (e maravilhoso) David Bowie, surgiu por acaso. Na verdade, eles se reuniram para gravar uma outra música, chamada “Cool Cat” onde Bowie faria os vocais de apoio apenas. Mas a música não estava saindo e eles decidiram abandonar a ideia (até eles têm dias ruins e de falta de inspiração). Então, em um outro dia, eles começaram a cantar coisas sem sentido e fazer barulhos aleatórios. Logo, viram que aquilo tinha potencial, organizaram a bagunça sonora e assim surgiu o clássico “Under Pressure”.

– Brian May. Você sabia que ele tem um doutorado em astrofísica? Está sabendo agora. Um dos melhores guitarristas da história do rock tem em seu currículo coisas variadas, como trabalhar para a Nasa em alguns projetos, escrever um livro sobre astrofísica e escrever clássicos do Queen como “We will rock you” e “Brighton Rock”. Além de todos os solos de riffs de guitarra de todas as músicas do Queen. O cara não é fraco. Gênio!

– A religião de Freddie Mercury se chama zoroastrismo. É uma religião pouco conhecida, com fundamentos persas.

 

– O vocalista era aquele tipo de pessoa que estava sempre com um lápis e papel na mão, tendo ideias, sendo criativo, escrevendo músicas. Aquilo era sua paixão. Ele registrava tudo que acontecia a sua volta e às vezes, dessas anotações, surgiam grande composições.

– Sobre a música Bohemian Rapsody, disparado o maior sucesso da banda, um dos hinos da história do rock e o nome do filme que conta a história da banda e de Freddie. Quando questionado sobre a música, Freddie disse que são várias rimas sem sentido algum, apenas para criarem uma música que ficasse na cabeça das pessoas. Já Brian May, disse que existem várias referências veladas a traumas do vocalista.

– The Show Must Go On. Uma das minhas músicas favoritas da banda tem uma história forte. Começando pela letra, que dizia que o show deveria continuar, que assim era a vida (uma das letras mais lindas da banda Queen, sem dúvidas). Freddie já estava bastante debilitado por conta da Aids que o estava consumindo. A música tinha tons altos e muitos achavam que ele não conseguiria cantar. Mas dizem que ele tomou doses de vodka e gravou em uma tomada só, a música. Perfeita! Ao escutar a música podemos sentir toda a força e energia que ela tinha e que ele colocou em sua voz. O videoclipe dessa música foi criado com pedaços de outros videoclips, pois Freddie já não estava conseguindo se apresentar e representar.

– A música “The Show Must Go On” e a “These are the Days of Our Lives” foram escritas por Brian e Roger, a pedido de Freddie. Ele já estava debilitado e pediu que os dois se colocassem no lugar dele, escrevendo como se estivessem se despedindo dos fãs. Ele já sabia que estava perto de partir.

 

– Na banda, todos eram sucesso. Todos os integrantes tiveram ao menos uma música composta por eles, que virou sucesso mundial. Todos criavam, todos escreviam, todos se envolviam nos processos de criações dos discos e videoclips.

– Você sabia que Michael Jackson era um grande amigo da banda? Pois bem, foi ele quem convenceu os integrantes a colocarem de volta a música “Another One Bites The Dust” no álbum “The Game”, pois eles haviam excluído, achando que a música não tinha ficado boa o suficiente. Mas Michael disse que a música seria um sucesso. E o rei do pop estava certo mais uma vez.

– Freddie era um apaixonado por gatos. Sua paixão era bem forte, tanto que ele gravou uma música chamada “Delilah” em homenagem a sua própria gata, que se chama Dalila. Mas o baterista, Roger Taylor, não gostou nada da música e foi embora do estúdio, voltando somente no dia seguinte. Mesmo com a reprovação dele, a música foi gravada.

 

– Freddie não sabia dirigir. Por toda sua vida, não soube.

– Um dos maiores sonhos de Freddie Mercury era cantar ao lado da maravilhosa cantora de ópera chamada Montserrat Caballé. Esse sonho foi realizado em 1988, onde eles gravaram um disco chamado Barcelona (que minha mãe tem e eu vivia roubando dela para escutar no rádio do meu quarto e depois no meu carro). O maior sucesso desse disco, com toda certeza, é a música “How Can I Go On”.

– Há! Dessa eu não sabia, mas já tinha falado para várias pessoas. Freddie tinha 4 dentes a mais na parte de cima da arcada dentária. Isso fazia com que seus dentes de cima fossem projetados para frente. Porém, ele achava (e eu também) que isso ajudava no som de sua voz e o deixava ainda mais peculiar. Para alcançar a famosa escala de quatro oitavas, não era uma tarefa fácil para os meros mortais e ele conseguia numa boa.

– A banda Queen é uma das poucas não americanas a ter uma estrela na calçada da fama em Hollywood. Nada mais justo! (Se bem que eu nem acho isso tão importante assim).

 

– Roger, o baterista, uma vez decidiu pintar seu cabelo de loiro, antes de um show em 1979. Porém, pra variar (homens…) ele não leu o modo de usar e seu cabelo acabou ficando verde. Óbvio que todos ficaram zoando com ele e ele ficou bem bravo (pra não falar que ele ficou puto hahahaha). Praticamente impossível encontrar uma foto desse dia, pois ele tentou destruir todas.

– A icônica guitarra de Brian May, a Red Special, foi construída por ele mesmo com a ajuda de seu pai. Eles usaram materiais como lareira e peças de uma moto. Isso deixou a guitarra bem peculiar, com um som até que diferente e isso ajudou a deixar a banda ainda mais diferente do resto que existia na época. Até porque, para tocar essa guitarra, ele não usava palheta, usava uma moeda velha.

– O álbum The Greatest Hits I foi lançado no ano de 1981 e até hoje é o disco mais vendido do Reino Unido, superando o álbum Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles. Pega essa!

 

– Todo mundo sabe que Freddie Mercury era gay (ou bi, sei lá, isso não importa), mas você sabia que o grande amor da vida de Freddie foi uma mulher? Mary Austin. Ela foi a inspiradora de um dos clássicos do Queen, “Love of my Life”. Freddie era louco por ela e deixou toda sua fortuna para ela.

– “We Will Rock You” e “We are the Champions” foram gravadas como se fosse uma única música (já tinha imaginado isso, pois parece que uma completa a outra).

 

– O Queen foi a primeira banda a fazer muita coisa, a alcançar muita coisa. A primeira banda na história a tocar 3 noites seguidas em um estádio (foi em Buenos Aires). A primeira banda a ter 4 álbuns no top 20 britânico (Queen I, Queen II, Sheart Heart Attack e A Night at the Opera). A primeira banda a entrar no Livros dos Recordes como a mais bem paga do mundo. Uma das primeiras bandas a atingir a marca de ter mais de 300 milhões de discos vendidos pelo mundo. Pouquíssimos artistas possuem essa marca.

– Na minha opinião (e na de muita gente por aí), Freddie Mercury é o maior vocal masculino da história da música (veja bem, não estou falando somente de rock) e com certeza, a banda Queen, é uma das maiores da história do rock.

– Freddie Mercury nasceu em 5 de setembro de 1946, em Zanzibar, na Tanzânia. Morreu do dia 24 de novembro de 1991, aos 45 anos, em Kensington, Londres. Vítima do vírus HIV. Porém, ele só assumiu para a mídia que estava com Aids, cerca de 24h antes de falecer (por mais que muita gente já imaginasse). Seu corpo foi cremado e por isso, não existe um túmulo para que os fãs possam visitar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*