Europa

Coisas diferentes para fazer/conhecer na Suíça

Coisas diferentes para fazer/conhecer na Suíça

 

Não é segredo para ninguém que sou apaixonada por esse pequeno gigante. Sim, eu amo demais esse país e cada vez que fui até lá, descobri algo diferente para fazer ou conhecer. É cada paisagem de tirar o fôlego que a gente até se perde. Ando recebendo bastante mensagem de pessoas querendo saber mais sobre a Suíça, então vou tentar alimentar mais o blog com dicas e informações sobre lá. Hoje, quero contar algumas coisas que você nem imaginava que iria encontrar por lá. Olha essa lista!

– Beber muito vinho branco

Muita gente não sabe, mas a Suíça é um dos principais produtores de vinho branco da Europa. Quando fizemos o caminho entre Genebra, Lausanne e indo em direção a Lucerna, dava para ver as plantações de vinhas nas encostas das montanhas. Uma paisagem linda. Os suíços têm orgulho desse feito e durante os jantares, as garrafas de vinho branco dominam as mesas. Aliás, harmoniza muito bem com o fondue de queijo suíço. É tipo o casamento perfeito.

– Praticas esportes radicais com vista para as paisagens mais lindas

É possível saltar de paraquedas, fazer bungee jump, fazer cânion jump, paragliding, e muitos outros esportes radicais na Suíça. A região de Grindelwald é onde os escaladores gostam de ir para ver de perto e encarar o Eiger, uma das montanhas mais mortais do mundo. Já a região de Interlaken (que para mim é um dos lugares mais lindos do país) é onde os aventureiros vão para se jogar de aviões, montanhas, etc. Tudo vale a pena quando é para sentir aquela adrenalina correndo na veia.

– Festival de Jazz de Montreux

Acho que somente os amantes de Jazz sabem da importância desse festival e dessa cidade. Ele acontece todos os anos, no mês de julho, às margens do Lago Léman, em Montreux (esse lago é enorme e envolve diversas cidades que cresceram ao redor dessa belezinha). No final dos anos 60, houve a primeira edição do festival e contou com nomes de peso como a nossa Elis Regina, as maravilhosas Nina Simone e Ella Fitzgerald, e também Bill Evans, etc. Com esse sucesso, o festival existe até hoje e leva dezenas de milhares de pessoas para a região. Para quem ama jazz, vale a pena conhecer.

– Visitar túmulo de cavaleiro templário

Na cidade de Lausanne, que fica no cantão francês do país, do ladinho de Genebra, tem um lugar que os amantes de história vão querer ver de perto. Na Catedral de Lausanne, lá dentro, um tanto quanto escondido (eu só soube disso pois estava com uma amiga que mora no país há anos e conhece tudo por lá), encontrei um túmulo de um cavaleiro templário. Para quem não sabe, eles eram formavam uma espécie de exército religioso durante o século XII e eram elementos chaves nas cruzadas.

– Assistir um torneio de tennis e ver o Federer de perto

Sim, sim, sim! Na Suíça podemos sim assistir um torneio de tennis importante no calendário da ATP. O torneio de Basel, que é a cidade natal de Roger Federer, o maior e melhor tenista de todos os tempos (não falo isso por ser uma fã doida dele, mas os números e qualidades estão aí para provar para qualquer um que duvide). Além de Basel ser uma cidade linda, o torneio é super bacana, grandes tenistas participam e o próprio Federer está sempre por lá. Ele é o maior vencedor desse torneio. Óbvio!

– Tentar se comunicar em 4 idiomas

A Suíça possui fronteiras com vários países. França, Alemanha, Itália, Liechnstein e Áustria. Por conta disso, o país possui diversos dialetos e tem vários idiomas considerados oficiais. Acho que é um dos países com mais idiomas oficiais. Francês, alemão, italiano, inglês e ainda podemos incluir o suíço alemão. Para quem fala todos esses idiomas, é uma festa. Eu tentei me virar no inglês, francês e italiano e foi bem divertido.

– Se hospedar em algum hotel com uma vista única

Ninguém duvida que a Suíça é um país de excelência em diversos aspectos (na verdade, ainda estou procurando um defeito grave no país). Na questão de hospedagens, devo dizer que eles sabem como fazer algo diferenciado e especial para receber os turistas. Não é difícil encontrar um belo hotel, com uma bela estrutura e com aquela vista perfeita para as montanhas, para os alpes, ou qualquer outra paisagem maravilhosa. É perfeito!

– Visitar uma locação do filme James Bond no meio dos alpes

Sim, estou falando a verdade. Um dos filmes da franquia 007 James Bond foi gravado na estação de esqui de Schilthron, que dá para chegar saindo de Interlaken com trem e ônibus. O filme “007 a serviço de sua majestade” marcou o local e atrai diversos turistas o ano todo. Mas a estação é linda e tem vistas incríveis para os alpes. Se você é fã do espião que tem autorização para matar, você vai gostar de conhecer esse lugar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*