Rocktrip

Andei de moto em Interlagos!

Todo mundo sabe que eu adoro uma aventura diferente. Confesso que sou apaixonada por motos, tanto speed quanto estradeira, mas as no estilo Café Racer possuem meu coração. Mas hoje vim aqui contar para vocês como foi minha experiência desse final de semana que passou. Eu andei de moto em Interlagos! Há, foi muuuuuito bacana!

Eu já tinha andado em Interlagos, mas de carro. Nada se compara! Moto libera muito mais adrenalina no nosso corpo! Eu não lembro da velocidade que atingi com os carros que andei por lá, mas com certeza não foi nada acima de 260km/h, velocidade que o piloto Leandro Mello (@piloto_leandromello) atingiu com a bandida. Aliás, o Leandro é piloto profissional, já participou de dezenas de competições, categorias, matérias para Auto Esporte da Globo, revistas de motos, etc.
Ele manda super bem mesmo. Digamos que, praticamente tudo que ele faz na vida, se resume ou acaba em motos. É muito amor pelas duas rodas.

Na verdade, eu estava tranquila com relação a ele, confiei 100%. O problema é que eu não estava tão confiante em mim, a cagona master, fraquinha e magrela com medo de não conseguir segurar o suficiente e sair voando pela pista, tipo folha de papel.

Colocaram toda aquela roupa bacana em mim (obviamente, ficou gigante e cabiam duas Talitas lá dentro, mas funcionou), bota, capacete e luva. Tudo necessário para a proteção e segurança. Aí o Leandro me explicou tudo que precisava fazer, como eu deveria agir. Evitar cair em cima dele nas frenagens (trabalho para meus braços super fortes, só que não hahaha), cair para os lados quando ele fosse encostar o joelho no chão (ai meu deus, já fiquei bem apavorada, mas mantive a pose), não soltar do guidão (a moto é feita para levar pessoas na garupa, então tem um guidão especial para o passageiro segurar bem) e avisar caso esteja com algum problema. Entendi tudo e rezei para fazer tudo certo. Fiquei com medo de fazer qualquer Talitice que eu sempre acabo fazendo e ferrar tudo.

Bom, tudo certo, fomos. Na primeira acelerada eu já estava segurando tanto no tal do guidão que minha mão já começou a doer (hahahaha, eram 3 voltas). Segunda acelerada “Vou vomitar, ai meu Deus, vou vomitar na cabeça dele” (hahahahaha)! Reta oposta “Esse capacete vai sair da minha cabeça, certeza”. Curva do Café e reta dos boxes “Ok, agora eu vou voar, já era, adeus mundo”. Curva do S do Senna e joelho no chão (só reparei aí que já havia rolado vários joelhos no chão) “Socorro, eu vou cair”. E assim foi tudo de novo. Mas na segunda volta eu já estava me divertindo mais. Não fiz nenhuma Talitice (só pensei) e deu tudo certo. Só o capacete que estava quase voando e eu abaixava a cabeça. Óbvio que fechei os olhos várias vezes para não ver o quanto ele tombava a moto. Mas foi beeeeem legal e eu iria de novo.

Esse evento que rolou se chama ‘Test Ride Interlagos”, onde as pessoam pagam valores X e podem pilotar as motos que estão lá a disposição. Óbvio que precisa da carteira de habilitação em mãos e só. Muito legal pilotar em Interlagos, eu amo esse autódromo e adoro o desenho dele, gosto por ele ser bem variado. Curvas de baixa, de alta, subida, descida, retas longas, etc. Também teve etapa do Campeonato Paulista de Motos, nas categorias Light e Principal. Bem bacana e não tinha ninguém assistindo. Chato, né?! Um evento tão legal e ninguém se interessa.

Quem fez o convite para o Viagens da Talita visitar esse evento, foi o Fernando Aurora (@fernandoaurora) que junto com o Leandro, tem a hamburgueria que visitei semana passada, lembram? O LM09. Volte algumas casas aqui no blog e veja o post completo sobre esse lugar super bacana (clique aqui).

Para quem nunca teve uma experiência como essa, eu recomendo demais, com várias estrelinhas. Mas faça isso em pista, com a pessoa certa, com as proteções certas. Cair de moto lá em Interlagos é uma coisa, cair na rua é outra completamente diferente. Fiquem de olho no Instagram deles (@piloto_leandromello | @fernandoaurora), para saber dos próximos eventos.

Resumindo!!! Eu amei, quero ir de novo! Adorei essa adrenalina que as motos liberam correndo nas veias e quando eu for um pouco menos maluca, vou querer uma moto para mim também! Obrigada pelo convite Leandro e Fernando, vocês são ótimos profissionais e eu adorei a experiência! Vocês são demais! =)

Fotos de @taticucco a fotógrafa incrível!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*